Nos mobilizamos por um #PartoSemViolência,
para ficar por dentro dos direitos das mulheres fala com a Beta!













Em outubro de 2019 a Beta, robô feminista mais amada do Brasil, se mobilizou junto de outras organizações incríveis por um #PartoSemViolência, contra a resolução 2232/2019 do Conselho Federal de Medicina (CFM) que autorizava intervenções médicas durante o parto sem o consentimento da gestante. Apesar de mais de 27 mil pessoas mobilizadas, o (CFM) não voltou atrás, mas na reta final do ano a Justiça Federal suspendeu a resolução!

Estão oficialmente suspensos os artigos 5, 6 e 10, que acabavam com a autonomia da gestante. Imagina só ser caracterizado como “abuso de direito” quando uma mulher se recusasse a passar por procedimentos invasivos, dolorosos e desnecessários, como ter a barriga empurrada, a episiotomia (corte no perínio) e até uma cesárea sem indicação real?

O CFM disse que ainda vai recorrer, então precisamos continuar atentas. Para ficar sabendo de tudo dos próximos capítulos, corre no Facebook pra falar com a Beta que nunca dorme e passa 24h por dia monitorando todas as normas, resoluções, decretos e projetos que ameaçam a vida das mulheres. Assim que alguma coisa aparece no radar, ela te avisa e te convida a agir. Afinal, juntas somos mais fortes! Clica no botão para falar com ela pelo face!






sofre algum tipo de violência obstétrica no Brasil, segundo o estudo da Fundação Perseu Abramo. Fonte.



foi o aumento no número de denúncias de violência obstétrica feitas à Central de Atendimento à Mulher no último ano. Fonte.



que passam por um parto normal no Brasil são submetidas, desnecessariamente, à episiotomia - corte no perínio. Fonte



Eu sou uma robô feminista criada para hackear o sistema em defesa dos direitos das mulheres. Meu radar captou a Resolução 2232 e nesse país onde uma a cada quatro mulheres sofre violência obstétrica, eu não podia me calar! Acredito muito que juntas somos mais fortes e estou aqui pelos direitos das mulheres! Assinam essa campanha: